Notícias da paróquia › 29/06/2016

Arquidiocese homenageia Santo Padre na Missa do Peregrino

post2A Arquidiocese de Brasília realizou no último domingo, 26, uma Missa em homenagem ao Papa. A Celebração ocorreu durante a Missa do Peregrino, na Catedral Metropolitana de Brasília e foi presidida pelo Núncio Apostólico, Dom Giovanni D’Aniello, e concelebrada pelo Arcebispo de Brasília, dom Sergio da Rocha e pelos bispos auxiliares, dom Marcony, dom José Aparecido e dom Valdir.

A Catedral estava lotada de fiéis e peregrinos que foram passar pela Porta Santa da Misericórdia. Uma dessas comunidades era a Pastoral da Saúde e paroquianos da Paróquia São Camilo de Lellis, que fica na Asa Sul.

O Dia do Papa é celebrado no dia 29 de junho, dia da solenidade de São Pedro e São Paulo. Quando esta data ocorre durante a semana a Igreja transfere a solenidade para o domingo seguinte, sendo assim, este ano a Solenidade de São Pedro e São Paulo será celebrada no dia 03 de julho.

Aqui em nossa Arquidiocese, normalmente, quem celebra a Missa em homenagem ao Santo Padre é o Núncio Apostólico, porém, por motivos de agenda, dom Giovanni não estará em Brasília no dia 03, por isso a antecipação da homenagem realizada ontem.

Confira as fotos aqui!

Solenidade de São Pedro e São Paulo

A Solenidade de São Pedro e São Paulo é de grande importância para a Igreja de todo o mundo. São Pedro foi o apóstolo que Jesus escolheu para ser o chefe dos apóstolos.

Como sinal de comunhão e partilha, neste dia é oferecida generosamente o Óbolo de São Pedro, onde todas as ofertas da Igreja no mundo serão enviadas ao Papa para atender as necessidades da Igreja.

Óbolo de São Pedro

O Óbolo de São Pedro consiste na ajuda que os fiéis oferecem ao Santo Padre como sinal de adesão à solicitude do sucessor de Pedro, com relação às múltiplas carências da Igreja Católica em todo o mundo e às obras de caridade em favor dos mais necessitados.

No primeiro ano de seu pontificado, Bento XVI pôs em relevo o significado do óbolo com estas palavras: “Trata-se de um gesto que se reveste de valor não apenas prático, mas também profundamente simbólico enquanto sinal de comunhão com o papa e de atenção às necessidades dos irmãos, por isso, o vosso serviço possui um valor retintamente eclesial”.

Entendemos claramente esse valor quando se pensa que essas iniciativas de caridade são características da Igreja, como o Papa mostrou em sua primeira encíclica “Deus caritas est”: “A Igreja nunca poderá ser dispensada da prática da caridade, enquanto atividade organizada dos crentes, como, aliás, nunca haverá uma situação onde não seja necessária a caridade de cada um dos indivíduos cristãos, porque o homem, além da justiça, tem e terá sempre necessidade do amor.”

O óbolo é uma ajuda que é sempre animada pelo amor que vem de Deus. As ofertas que os fiéis dão ao Santo Padre destinam-se a obras eclesiais, a iniciativas humanitárias e de promoção social e também para sustentação das atividades pastorais da Santa Sé.

E o Papa, enquanto pastor da Igreja, preocupa-se com as necessidades das dioceses pobres, institutos religiosos e fiéis em graves dificuldades (pobres, crianças, idosos, marginalizados, vítimas de guerras e desastres naturais, ajudas particulares a Bispos ou dioceses em necessidades, educação católica, ajuda a refugiados e migrantes etc.,). (Fonte: site News.Va)

Por isso, no próximo domingo, 03 de julho, seja generoso em sua contribuição!

A ajuda de cada um, não importa o quanto, é muito importante.

 

Por Kamila Aleixo

Foto: Facebook Paróquia São Camilo de Lellis