Notícias da paróquia › 15/05/2012

Brasília se despede dos símbolos da JMJ com missa na Catedral

A celebração eucarística também comemorou a chegada do novo núncio Apostólico para o Brasil, dom Giovanni D’Aniello

A Catedral Metropolitana de Brasília ficou lotada para a missa cheia de intenções festivas. A primeira delas era o encerramento do Bote Fé, a peregrinação da cruz e do Ícone de Nossa Senhora pela capital do país. Um momento muito especial para a Igreja de Brasília nas palavras do arcebispo dom Sérgio da Rocha. “O Bote Fé trouxe muitos frutos para a evangelização da nossa juventude. Devemos nos alegrar com tamanha graça”.

A missa também comemorou a chegada do novo núncio Apostólico para o Brasil, dom Giovanni D’Aniello, nomeado em 10 de fevereiro por Bento XVI. Foi ele quem presidiu a celebração. Como núncio, dom Giovanni é o representante diplomático do Vaticano no Brasil. Ele é responsável por falar em nome do Papa à Igreja e ao governo brasileiro. Seu principal desafio agora é ser o interlocutor entre as lideranças religiosas e políticas para a realização da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, em julho do ano que vem.

E motivos para comemorar não faltaram: a santa missa também festejou o dia das mães e o dia de Nossa Senhora de Fátima.

O arcebispo de Brasília, dom Sérgio da Rocha, disse que a capital já está no clima da Jornada Mundial da Juventude, ainda mais por celebrar a primeira missa na catedral com o novo núncio. “Não temos ainda o papa, mas temos a graça de receber seu representante, dom Giovanni D’Aniello, e a graça de rezarmos por ele e com ele. Que bom contarmos com sua presença justamente quando recebemos os símbolos da jornada, nos sentimos assim ainda mais unidos ao santo padre o papa Bento XVI”, comemorou o arcebispo.

Na homilia, dom Giovanni destacou o principal mandamento, apresentado na leitura do evangelho (Jo 15, 9-10): “Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu guardei os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor”. O núncio fez um apelo: “durante a Jornada Mundial da Juventude, devemos dar ao mundo inteiro, por meio do nosso testemunho, o amor que Deus nos deu”.

Dom Giovanni também pediu para que a juventude testemunhe a felicidade, que é contagiosa. “A fonte de nossa alegria é Deus. Sejamos discípulos missionários da nova evangelização com alegria.”

A juventude de Brasília acolheu a lição rapidinho. Com um sorriso no rosto, participou ativamente da missa. Os jovens, no ofertório, entregaram no altar seus objetos representativos, como computadores e instrumentos musicais. Cantaram com muita fé animados pelo ministério de música da Comunidade Shalom. E inundaram a catedral da empolgação jovem que vem de Deus!

No fim da celebração, os símbolos da Jornada Mundial da Juventude foram entregues ao bispo da diocese de Rubiataba-Mozarlândia, em Goiás, próximos destinos da cruz e do ícone de Maria.

Fonte: Zenit