Notícias › 02/02/2017

Cardeal Aviz fala aos consagrados no Dia da Vida Consagrada

A Igreja celebra nesta quinta-feira, 2, o Dia Mundial da Vida Consagrada. Na ocasião, o prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, Cardeal João Braz de Aviz, destaca que o desafio dos consagrados é fazer-se pequeno diante do outro, então ele exorta a ter perseverança e coragem.

“Temos que, como Maria, como Simeão e Ana, saber reconhecer o que Deus quer de nós. A maneira mais concreta de fazer isso é fazer como o Senhor fez: abaixar-se, ser pequeno. Se nós queremos realmente perceber o que Deus quer de nós em cada momento e também nesse momento da história, precisamos saber abaixar-nos”, disse.

Dom Aviz destaca que é preciso fazer isso diante de Deus e que isso vem até de uma forma natural, tendo em vista a relação Criador-criatura, ou seja, reconhecer-se pequeno por ser criatura. O problema está em fazer-se pequeno diante dos outros. “è ali que está o amor entre iguais e que exige de nós uma mudança”.

O Cardeal comenta ainda o tema do próximo Sínodo dos Bispos, em 2018, sobre juventude e discernimento vocacional. Dom João afirma que a sua Congregação está estudando a questão da escassez de vocações, mas também o alto índice de abandono. Todos os anos, revelou, cerca de 2 mil consagrados abandonam seus institutos. Trata-se de desistências que ocorrem em todas as faixas etárias, sendo grande parte inclusive depois dos votos perpétuos.

“Estas coisas todas estão fazendo a gente procurar de novo o sentido dessa vocação mais a fundo e com mais coerência. É o que nós estamos fazendo oficialmente, estamos agora com um grande material e querendo caminhar com todas as nossas conferências religiosas no mundo justamente no aprofundamento disso”.

Por Canção Nova, com Rádio Vaticano