Notícias › 18/09/2017

Cardeal Filoni realiza visita pastoral ao Japão

O Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, Cardeal Fernando Filoni, chegou este domingo ao Japão, onde deverá permanecer até o dia 26 de setembro para uma visita pastoral.

A primeira etapa, nesta segunda-feira, 18, é em Fukuoka, onde visita o Seminário, pronuncia um discurso e preside a Celebração Eucarística.

Amanhã, em Nagasaki, participará do encontro com os sacerdotes, religiosos e fiéis, e após uma visita pelos locais mais representativos da cidade, encontrará os aspirantes ao sacerdócio. No final da tarde, presidirá uma celebração na Catedral.

Em 20 de setembro, após o encontro com os bispos da região de Nagasaki, o Cardeal Filoni transfere-se para Hiroshima, onde após a visita ao Memorial da Paz, encontrará sacerdotes, religiosos e fiéis, celebrando no final do encontro uma Missa na Catedral.

Na quinta-feira, 21, em Osaka, está previsto o encontro com os Bispos da região, com os sacerdotes, religiosos e fiéis. No final, presidirá a Santa Missa na Catedral.

Na sexta-feira, 22 de setembro, o Prefeito do dicastério missionário visitará os locais atingidos pelo terremoto e pelo tsunami em Sendai e celebrará uma Missa na Catedral.

No sábado dia 23, em Tokyo, pronunciará um discurso e celebrará a Missa.

Na manhã do domingo, 24, está prevista uma visita à Universidade Sofia, enquanto na parte da tarde o Cardeal deverá participar de um encontro com sacerdotes, religiosos e fiéis e celebrar ao final uma Missa com os bispos do Japão.

Na segunda-feira, 25, o Cardeal profere uma conferência e conversa com o episcopado. No dia seguinte regressa a Roma.

Conhecer a realidade da Igreja local

Interpelado pela Agência Fides, o missionário Verbita Bispo Isao Kikuchi, à frente da Diocese de Niigata e Presidente da Caritas Japão, manifesta a alegria pela presença do Cardeal no Japão.

“É a primeira vez que o Cardeal Filoni vem ao Japão. Esperamos que a sua presença seja um encorajamento para a nossa pequena comunidade católica. O Cardeal terá muitas formas de ver e conhecer a realidade da Igreja e da sociedade japonesa. Visitará diversas comunidades e dioceses, rezará pela paz em Hiroshima e Nagasaki, visitará a área atingida pelo tsunami, constatando o empenho de assistência e reabilitação promovido pela Caritas. Será muito importante, acredito, o encontro com os seminaristas, para confirmá-los e encorajá-los em seu caminho vocacional”.

Desafios da Igreja no Japão

O prelado também enumera os principais desafios vividos hoje pela Igreja no Japão. “Vivemos uma fase de envelhecimento: envelhece a sociedade e também o pessoal eclesial é idoso, assim, às vezes, é difícil gerir as paróquias; além disto, aumenta a presença de migrantes de fé católica e para eles o cuidado pastoral torna-se urgente e empenhativo”.

“Assistimos depois – lamenta Dom Kikuchi – à queda no número de vocações, quer ao sacerdócio como à vida consagrada. Este fenômeno tem raízes sociológicas e antropológicas e é o espelho do que acontece na sociedade nipônica, onde a prática religiosa tem sempre menos espaço na vida frenética das pessoas”.

“Esperamos que a visita do Prefeito da Congregação da Propaganda Fidei nos ajude a iluminar o nosso caminho: o acolhemos como sinal de bênção e voz da vontade de Deus por nós”, conclui o prelado.

Anuário Estatístico

Segundo o Anuário Estatístico da Igreja, o Japão tem uma população de 126.958.000 habitantes, dos quais 544.000 são católicos.

As Circunscrições Eclesiásticas são 16, com três Arquidioceses metropolitanas – Nagasaki, Osaka e Tóquio – e 13 dioceses.

As paróquias são 870, os bispos 26, os sacerdotes diocesanos 532, os sacerdotes religiosos 914, os diáconos permanentes 26, os religiosos 190, as religiosas 5.334, os catequistas 1.645, os seminaristas menores 40 e os seminaristas maiores 87.