Notícias › 28/04/2017

CNBB estuda realidade dos bispos eméritos e celebrações da Palavra

Nesta sexta-feira, 28, os bispos reunidos em Aparecida continuam os estudos sobre o tema central da 55ª Assembleia Geral da CNBB, “iniciação à Vida Cristã”, e outros temas secundários, como a realidade dos bispos eméritos.

Trata-se dos bispos que completaram 75 anos, idade limite para exercer o ministério episcopal, e apresentaram seu pedido de renúncia ao Papa. Com o pedido aceito, eles se tornam eméritos. Ao todo, no Brasil, são 173 bispos eméritos do conjunto de 491 bispos. Este ano, 51 bispos eméritos participam da Assembleia Geral.

Na manhã de hoje, os bispos foram convocados pelo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni d’Aniello, para uma reunião reservada.

Outro assunto que será aprofundado pelos bispos, nesta sexta-feira, é um roteiro, organizado por uma comissão especial, que orientará a Celebração da Palavra de Deus nas comunidades onde não há presença frequente de um padre. Caso de comunidades mais remotas, onde leigos assumem o desafio de manter a oração comunitária.

Além destes temas, a programação prevê debates sobre a Comissão para a Amazônia e assuntos de liturgia.

Outro destaque será a mensagem dos bispos aos trabalhadores, por ocasião do 1º de maio, divulgada ontem, que será foco da coletiva desta tarde. A nota trata do momento político pelo qual passa o Brasil e envia uma mensagem de ânimo e esperança aos trabalhadores brasileiros.

Coletiva de imprensa

Na coletiva desta tarde, os bispos apresentarão a mensagem aos trabalhadores, a realidade dos bispos eméritos no Brasil e as reflexões sobre o roteiro com orientações para as celebrações da Palavra de Deus. Participarão da entrevista o bispo de Paranavaí (PR), Dom Geremias Steinmetz; o arcebispo emérito de Manaus (AM), Dom Luiz Soares Vieira; e o arcebispo de São Luiz (MA), Dom José Belisário da Silva.

Por Canção Nova, com Assessoria CNBB