Notícias › 09/01/2017

Começam os preparativos para a JMJ 2019 no Panamá

Ainda que a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no Panamá esteja agendada para o ano de 2019, os preparativos não se fazem esperar. E um dos temas que requerem maior atenção é a acolhida dos milhares de peregrinos de todo o mundo que se encontrarão no evento da juventude católica.

Por esta razão, centenas de famílias já se aproximaram das paróquias panamenhas para oferecer suas casas e receber aos jovens que chegarão à Cidade do Panamá para a JMJ, que contará com a presença do Sumo Pontífice.

Os detalhes sobre a acolhida dos peregrinos foram dados por Víctor Chang, secretário-executivo da JMJ Panamá 2019, junto com Luis Ponce, a cargo da logística, durante um encontro natalino com os sacerdotes, religiosos e religiosas da Arquidiocese do Panamá.

De acordo com Chang, é necessário que as famílias que acolham aos jovens cumpram com alguns requisitos, entre eles um espaço seguro e limpo, adequado para seu descanso, acesso aos serviços higiênicos, cuidar de sua saúde e compartilhar com eles tempo de família durante o período que permaneçam alojados.

O secretário-executivo da JMJ também adiantou que no próximo dia 12 de janeiro ocorrerá o primeiro encontro com representantes das paróquias que animarão o tema da acolhida dos peregrinos. “São leigos que terão a tarefa de realizar uma sondagem nas paróquias (…) com essa informação saberemos com quem contamos”, precisou.

Por sua parte, Ponce assinalou que além das famílias, também se adequarão lugares de hospedagem para os peregrinos em escolas, salões paroquiais, espaços para acampamentos, ginásios, entre outros, como ocorreu nas outras Jornadas Mundiais da Juventude.

O próprio prefeito do recém-criado dicastério vaticano para os Leigos, a Família e a Vida -a cargo da organização do evento mundial-, o Cardeal Kevin Farrell, visitou em dezembro a capital panamenha para acompanhar os preparativos da Jornada.

O objetivo de sua visita foi conhecer o país, sua realidade social e eclesial, além de avaliar os lugares onde se levarão a cabo os atos centrais da JMJ, assim como estreitar laços com o Comitê Organizador Local.

Em julho, o Papa Francisco anunciou durante a JMJ de Cracóvia que a próxima sede do encontro mundial seria no Panamá cujo tema é “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo tua palavra”, o qual é de grande significado para a Arquidiocese panamenha pelo papel protagonístico de Maria, na invocação de Nossa Senhora la Antiga, na fundação da cidade; já que -como destacou a Arquidiocese do Panamá em nota de imprensa-, “através dEla entrou o Evangelho a terra istmeña e se irradiou por todo o continente”.

Por Gaudium Press