Notícias da paróquia › 29/03/2016

Cristo ressuscitou! Aleluia! Aleluia!

2679santa_pascoa_do_senhor_2016_gislene_ribeiro

Com o coração transbordando de alegria, a comunidade cristã se reuniu na manhã deste domingo na Catedral Metropolitana de Brasília para celebrar a Santa Páscoa do Senhor.

A Celebração foi presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese, dom Marcony Vinícius Ferreira, que exultante de alegria, discorreu sobre a essência e a importância de celebrar a solenidade da Páscoa.

“Filhos amados, no dia de hoje celebramos o princípio e o fim de todo o sentido de nossa existência. E não simplesmente no sentindo da existência dos que creem, porque Cristo é o Alfa e Ômega. É Dele que tudo sai e é pra Ele que tudo volta. Infelizes daqueles que não creem. Felizes daqueles que creem. Por essa razão não podemos reduzir a Páscoa a uma data festiva ou a um feriado ou, até mesmo, para alguns cristãos, uma obrigação moral para desencargo de consciência”, disse.

Ainda durante a homilia, dom Marcony fez menção ao Ano da Misericórdia, convocado em abril e inaugurado oficialmente em 08 de dezembro, quando o Papa Francisco abriu a Porta Santa da Basílica de São Pedro, em Roma.

Para o presidente da celebração, o Ano da Misericórdia, por ser um tempo de conversão, evangelização profunda e a concretização das Palavras de Deus em gestos de perdão, de ajuda e de amor, traz um sentido ainda mais especial para a Páscoa deste ano. Por essa razão, o bispo pede que sejamos misericordiosos e acolhedores, como o Filho de Deus.

“Ao olharmos para a cruz, veremos Jesus de braços abertos. Sejamos, então, acolhedores e misericordiosos como Cristo. Atentemo-nos para as obras de misericórdia e para os mais pobres, para os pequeninos e para os necessitados. Não fechemos a nossa vidinha em nosso comodismo. Precisamos estar abertos a ir ao e encontro dos necessitados”, recomendou o bispo.

Dom Marcony pede também que, neste ano Jubilar, não nos deixemos levar pela angustia, tristeza, raiva, disputas, violência e ataques a quem quer que seja. E aconselha a todos a mergulharem e a viverem a ressurreição de Cristo a cada dia de nossas vidas. Pede ainda que façamos uma boa reflexão com a finalidade de eliminar o que há de ruim em nossos corações.

“Filhos santos, perguntem-se: Tem alguém em meu coração que eu ainda não aceito? Tem alguém em meu coração que eu não perdoo? Tem alguém em minha vida que eu guardo mágoa, rancor ou ódio? A ressurreição de Cristo é vida nova. Pelo menos, faça o esforço de dizer: Jesus vivo me ajuda para eu tirar a morte dentro do meu coração e colocar a Tua presença que é vida. Dê valor à sua vida, colocando o Deus da vida nela. Peça a graça de perdoar e a graça de pedir perdão”, disse o bispo, que completou em seguida: Quem não carrega sua cruz com Cristo, não experimenta a ressurreição de Cristo. Celebrar a Páscoa do Senhor é celebrar a vida do Senhor hoje, presente em nossas vidas.

Ao finalizar a Celebração, o bispo pediu que todos ali presentes se tornassem testemunhas e mensageiros de Cristo ressuscitado.

“Voltem para casa cheios de alegrias! É impossível quem teve um encontro com Jesus ressuscitado voltar triste para casa. Hoje Jesus vive! Sejam mensageiros da misericórdia, do evangelho e de Cristo ressuscitado!”.

Clique aqui e veja as fotos da Solenidade no Facebook da Arquidiocese.

Via Arquidiocese de Brasília.