Notícias › 21/09/2017

Em discurso na ONU, Santa Sé pede combate à escravidão

Em discurso na noite de terça-feira, 19, em Nova Iorque, durante a 72ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o Secretário da Santa Sé para Relações com os Estados, Arcebispo Paul Gallagher, disse que as prioridades do papado de Francisco são o combate à escravidão, o trabalho forçado e o tráfico humano.

Falando às autoridades durante a reunião, o representante da Santa Sé disse que a Igreja tem lutado contra esses abusos desde o Concílio Vaticano II, lançado na década de 1960.

Dom Gallagher ressaltou que os parceiros da Igreja no Reino Unido têm trabalhado de forma conjunta com o governo britânico, em particular com o Grupo Santa Marta, entidade que luta contra o tráfico humano.

O arcebispo também destacou em sua fala o papel das mulheres religiosas, que têm atuado em redes coordenadas. Segundo Dom Gallagher, as religiosas já provaram que podem ajudar de forma efetiva as vítimas do tráfico e da exploração, fornecendo a essas pessoas abrigo, assistência prática e espiritual.

Por fim, Dom Gallagher mencionou a implantação de um Plano de Ação Global, que será adotado nos próximos dias. Segundo o representante da Santa Sé, este plano enfatiza a importância de fortalecer a ação coletiva para acabar com esses crimes hediondos.

De acordo com o arcebispo, tais crimes só podem ser vencidos com a promoção de instrumentos jurídicos que funcionem, agindo de forma conjunta em vários níveis para punir os criminosos e ajudar as dezenas de milhões de vítimas.

Por Canção Nova, com Rádio Vaticano