Notícias › 17/10/2016

Fiéis iniciam novena de Frei Galvão, 1º santo brasileiro

Fiéis em todo o Brasil iniciam nesta segunda-feira, 17, a novena em honra a Santo Antônio de Sant’Anna Galvão, popularmente conhecido como Frei Galvão. Ele é o primeiro santo brasileiro, natural de Guaratinguetá (SP).

Neste ano, a novena tem como tema “No caminho da misericórdia com Santo Antonio de Sant’Anna Galvão”, em harmonia com o Ano da Misericórdia instituído pelo Papa Francisco.

A novena perpétua está sendo realizada em Guaratinguetá, no interior paulista, onde está localizado o Santuário de Frei Galvão. Os momentos de oração ao santo acontecem em dois horários: 14h30 e 19h.

A Missa Solene da festa acontecerá no dia 25 de outubro às 10h, presidida pelo arcebispo de Aparecida, Cardeal Raymundo Damasceno Assis. Haverá também celebrações às 6h e 15h. Às 16h30, será realizada a tradicional Procissão Solene pelas ruas próximas ao Santuário e, em seguida, a Santa Missa às 18h.

Na parte social, a festa conta com praça de alimentação, parque de diversão e shows entre os dias 18 e 25 de outubro após as celebrações das 19h30. Os artistas são: Rodrigo Diniz, Chapel Brasil, Gabriel Marçola, Banda Vaath, Banda Vellin, João Pedro e Fabiano, Zero12 e Banda 8 Segundos.

O Santuário espera receber este ano, aproximadamente, cem mil pessoas durante a novena e a festa. Esses dados são baseados na distribuição das pílulas milagrosas de Frei Galvão que, a cada ano, aumenta significativamente.

Sobre Frei Galvão

Natural de Guaratinguetá, no Vale do Paraíba (SP), Frei Galvão foi um grande missionário. Ele ficou conhecido especialmente pela sua santidade, piedade e pelas suas virtudes humanas e cristãs. Frei Galvão era o grande amigo dos pobres, dos mais necessitados e abandonados e, também, dos enfermos.

O primeiro santo nascido no Brasil foi canonizado pelo Papa Emérito Bento XVI, no dia 11 de maio de 2007, na cidade de São Paulo (Campo de Marte).

A celebração de canonização aconteceu durante a visita de Sua Santidade ao Brasil, que se deu por ocasião da abertura da V Conferência do Episcopado Latino Americano e Caribenho, realizada no Santuário Nacional, em Aparecida.

Da Redação, com Santuário de Frei Galvão.