Notícias › 26/05/2017

Franciscanos se preparam para comemorar 800 anos na Terra Santa

Os 800 anos da presença franciscana na Terra Santa (1217 – 2017) serão celebrados com diversas iniciativas, sendo o ápice das celebrações no mês de outubro.

O logotipo das comemorações traz o célebre ícone de São Francisco chegando de barco em Acre (norte de Israel), a Cruz da Custódia e o número “800” em destaque.

Também foram criados banners alusivos em diversas línguas que enfatizam a importância da recorrência. Segundo explicou o Frei Narcyz Klimas, arquivista da Custódia e Presidente do Comitê organizativo, eles serão enviados “a todos os Comissariados da Terra Santa e a todos os Conventos no Líbano, Síria, Jordânia, Egito, Rodes, Chipre, Washington, Itália e Espanha”.

“Desde o início do ano já se pensava em como celebrar este importante aniversário”, revelou o religioso, explicando que mesmo as pessoas começavam a perguntar a respeito e a interessar-se.

Peregrinação a Acre

Uma das tantas iniciativas previstas para o período será a peregrinação a Acre, como contou Frei Narcyz Klimas:

“Queríamos iniciar em 14 de maio – data do Capítulo de Pentecostes em que foram criadas as primeiras Províncias franciscanas, entre as quais, a da Terra Santa – mas depois decidiu-se inaugurar as celebrações com uma peregrinação-excursão em outra data”.

Assim, em 11 de junho, um ônibus com frades partirá para Acre, onde na parte da manhã o Padre Custódio presidirá uma celebração. Após o almoço, os religiosos farão uma breve visita guiada aos bairros de Acco, onde encontram-se os primeiros alojamentos dos frades chegados à Terra Santa. Um concerto no final da tarde concluirá o dia.

Celebrações em outubro

O mês de outubro terá três dias especiais dedicados à conferências e concertos, na presença do Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, Cardeal Leonardo Sandri, do Ministro Geral da Ordem dos Frades Menores, Fr. Julio César Bunader, do Vigário Geral da Ordem e personalidades do mundo universitário e religioso.

No dia 16, uma conferência na parte da manhã será dedicada às organizações e instituições que apoiam as múltiplas atividades da Custódia. Na parte da tarde, o Padre Geral da Ordem abrirá as celebrações do aniversário.

Já no dia 17, o Cardeal Leonardo Sandri presidirá a Santa Missa, seguida por uma conferência no Salão da Imaculada sobre o tema “O papel dos franciscanos na Terra Santa”.

Seguirão outras conferências, entre as quais, uma dedicada à chegada dos primeiros frades em Acre, uma sobre “Acre Cruzada” e outra sobre vestígios franciscanos encontrados no primeiro convento no Monte Sião.

No terceiro dia – quarta-feira 18 de outubro – o tema do encontro será o significado dos afrescos na Basílica Superior de São Francisco de Assis, seguido por um breve pronunciamento sobre os primeiros Conventos Franciscanos no Oriente Médio.

No encerramento, na tarde, está prevista uma missa com o Vigário Geral da Ordem, seguida por um Concerto preparado pelo Instituto Musical da Custódia Magnificat.

Mas as iniciativas não param por aí. O organista húngaro Robert Kovács, da Wiener Philarmoniker será o protagonista de diversos concertos em igrejas e basílicas de Tel Aviv-Jaffa, Nazaré, Jerusalém e Belém.

Mídia

Frei Narcyz também ressaltou que com o “Christian Media Center – órgão de comunicação da Custódia dedicado ao vídeo e à TV – estamos procurando realizar um documentário acompanhado por imagens de ficção, para que se construa uma narrativa diferente a partir de lugares símbolos: o Santo Sepulcro, Acre e o Cenáculo”.

Também as revistas da Custódia impressas em seis línguas cobrirão a recorrência com uma edição especial ou com aprofundamentos que serão publicados de maneira continuada ao longo de todo o ano.

O Comitê organizativo assim, com suas iniciativas, pretende envolver universidades, santuários, escolas, paróquias e revistas nos festejos do oitavo centenário dos franciscanos na Terra Santa.

Por Canção Nova, com Rádio Vaticano