Notícias › 25/08/2017

Igreja se manifesta diante dos trágicos naufrágios em águas brasileiras

Diante das duas tragédias envolvendo naufrágios, uma na Baía de Todos os Santos, na região metropolitana de Salvador (BA), na manhã de quinta-feira (24) e a outra no rio Xingu, no Pará, na terça-feira (22), a Igreja se manifesta através de uma nota assinada pelo arcebispo de Salvador (BA), dom Murilo Krieger e uma poema/prece escrito pelo bispo emérito da Prelazia do Xingu (PA), dom Erwin Krautler.

Leia as mensagens na íntegra:

O silêncio da morte paira sobre o Xingu.
Corpos inertes flutuam de braços erguidos
Nas águas verdes-esmeralda.
Uma mulher sem vida,
agarrada às suas crianças!

Xingu majestoso,
Xingu misterioso,
By-tire dos Índios!
Por que te revoltaste?
Por que ficaste tão furioso?
Por que agrediste o navio
Que singrava tuas águas?

Ou foram homens que te provocaram?
Ávidos de lucro, te desrespeitaram?
Ultrapassaram os limites de carga e passageiros?

Ó minha Porto de Moz querida,
Cidade de um povo
alegre e sorridente!
Agora o luto enche tuas casas,
A aflição e tristeza te abalam.
Gritos de dor ecoam pelas ruas,
Defuntos são levados à derradeira morada,
Insônia e pesadelos povoam a noite.

Ó minha Porto de Moz querida,
O silêncio sufocante da morte te invadiu!

Mas será da morte a última palavra?
Não! Jamais! A morte foi tragada pela Vida!

Mesmo com o rosto desfigurado pelas lágrimas
Adoramos a tua Cruz, Senhor.
Mesmo com o coração traspassado de dor
Professamos nossa fé na Ressurreição.
Mesmo com a alma atônita,
Confiamos a Ti nossos irmãos e irmãs.

24 de agosto de 2017

Dom Erwin Krautler
Bispo emérito da Prelazia do Xingu (PA)

————————

Nota da Arquidiocese de São Salvador da Bahia diante do trágico acidente na Baía de Todos os Santos

Neste momento de imenso sofrimento por que passa a população baiana, pelo trágico acidente ocorrido na manhã de hoje na Baía de Todos os Santos, nós, da família da Arquidiocese de São Salvador da Bahia, fazemos também nossa a dor de todas e de cada uma das famílias atingidas com a perda de um ente querido. Pedimos a Deus que as reconforte e as ajude a superarem tanta dor. Nós nos unimos às orações que fazem pelo descanso eterno daqueles que amavam, lembrados das palavras de Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, mesmo se houver morrido viverá” (Jo 11, 25).

Sabemos que, em situações como esta, não há palavra que conforte o suficiente. Mas sabemos também o quanto é importante estarmos ao lado de quem foi atingido pela dor. Pedimos, pois, que cada qual procure manifestar sua proximidade com todos aqueles que sofrem porque, direta ou indiretamente, todos fomos atingidos por essa tragédia.

Mais do que nunca, em horas assim, somos convidados a ouvir o convite de Jesus: “Vinde a mim, todos vós que estais cansados e carregados de fardos, e eu vos darei descanso” (Mt 11, 28).

A todos, com muita solidariedade, a minha bênção.

Salvador, 24 de agosto de 2017.

Dom Murilo S. R. Krieger, scj
Arcebispo de São Salvador da Bahia
Primaz do Brasil

Por CNBB