Notícias › 10/04/2017

No Vaticano, Cruz da JMJ é entregue aos jovens do Panamá

Como é tradição, ao final da Missa deste domingo de Ramos, 9, os jovens poloneses, que sediaram a última Jornada Mundial da Juventude, em 2016, entregaram os símbolos das jornadas aos jovens panamenhos, que sediarão o evento mundial em 2019: a cruz e o ícone de Maria Salus Populi Romani.

Pouco antes deste ato, o Papa Francisco saudou no Angelus todos os jovens que celebram hoje a JMJ em todas as dioceses do mundo. Entre os eventos mundiais, acontece todos os anos, no Domingo de Ramos, o evento em âmbito diocesano.

“É mais uma etapa da grande peregrinação, iniciada por São João Paulo II, que no ano passado nos reuniu em Cracóvia e que nos convoca ao Panamá, em janeiro de 2019”, destacou o Santo Padre.

Francisco pediu ao Senhor para que a Cruz, junto ao ícone de Maria, faça crescer a fé e a esperança, nos lugares em que passar, “revelando o amor invencível de Cristo”.

Temas das JMJs até 2019

O tema da 32ª edição da JMJ é “O Todo-poderoso realizou grandes coisas em meu favor”, extraído do Evangelho de Lucas 1, 49.

O Papa Francisco escolheu e dedicou a Maria os temas para o percurso trienal das próximas Jornadas Mundiais da Juventude.  Para 2018, o tema escolhido pelo pontífice é “Não temas, Maria, porque encontraste graça junto de Deus”.

E para a 34ª Jornada Mundial da Juventude que se realizará no Panamá, em 2019, “Eis a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra”.

Os três temas anunciados tem como objetivo dar uma conotação mariana forte ao itinerário espiritual das próximas JMJ, recordando ao mesmo tempo a imagem de uma juventude a caminho entre passado (2017), presente (2018) e futuro (2019), animada pelas três virtudes teologais: fé, caridade e esperança.

Por Canção Nova, com Rádio Vaticano