Notícias › 21/12/2016

Papa nomeia primeira mulher para dirigir Museus do Vaticano

O Papa Francisco nomeou ontem, 20, a italiana Barbara Jatta, como nova diretora dos Museus do Vaticano. A partir de 1º de janeiro de 2017 ela vai se tornar a primeira mulher a ocupar este cargo.

Barbara Jatta, até agora vice-diretora dos Museus, nasceu em Roma em 6 de outubro de 1962; formou-se em Letras na Universidade “La Sapienza” de Roma e obteve o diploma de arquivista na Escola de Paleografia, Diplomática e Arquivística do Vaticano.

Em 1991, especializou-se em História da Arte na Universidade de Estudos de Roma; em 1996 começou a trabalhar na Biblioteca do Vaticano, onde permaneceu até junho deste ano, quando foi nomeada para a direção dos Museus.

Barbara Jatta será a sucessora do italiano Antonio Paolucci, especialista em história da arte e antigo Ministro da cultura.

Os Museus do Vaticano nasceram no século XVI, com uma pequena coleção privada de esculturas pertencentes a Júlio II (Papa de 1503 a 1513), situada no chamado “Pátio das Estátuas do Belbedere”, hoje “Pátio Octogonal”.

Na sua forma atual, são um conjunto de monumentos, galerias e palácios pontifícios que começaram a ser construídos durante o século XVIII, nos pontificados de Clemente XIV e Pio VI, recebendo milhões de visitas todos os anos.

Por Canção Nova, com Agência Ecclesia