Notícias › 10/03/2017

Papa retorna ao Vaticano após retiro e faz doação à Síria

O Papa Francisco retornou ao Vaticano nesta sexta-feira, 10, após uma semana de retiro em Ariccia, cidade próxima a Roma, para os tradicionais exercícios espirituais da Quaresma.

Antes de deixar Ariccia, o Papa presidiu a Santa Missa que foi colocada em intenção da Síria. Ele também doou 100 mil euros, graças à contribuição da Cúria Romana, aos pobres de Aleppo, a capital síria. A doação será feita pela Esmolaria Apostólica, órgão para a caridade do Papa, e pela Custódia da Terra Santa.

Na conclusão do retiro, Francisco deixou o seu agradecimento ao pregador do retiro, padre Giulio Michelini. O Santo Padre destacou a naturalidade do sacerdote e a bagagem de vida que ele levou para as pregações: seus estudos, publicações, amigos, pais, jovens frades que ele acompanha. Padre Michelini se preparou para as pregações e isso foi reconhecido pelo Papa.

“Isso significa responsabilidade, levar as coisas a sério. E obrigado por tudo isso que nos deu. É verdade: tem uma montanha de coisas para meditar, mas Santo Inácio diz que quando alguém encontra nos exercícios algo que dá consolo ou desolação deve deter-se ali e não seguir adiante. Seguramente cada um de nós encontrou uma ou duas, entre tudo isso. E o resto não é desperdiçado, permanece, servirá para outra vez”.

Por Canção Nova, com Vaticano