Notícias › 06/12/2016

Reunião em Brasília discute acolhimento a migrantes e refugiados

A Rede Solidária para Migrantes e Refugiados (RedeMir) está reunida essa semana em Brasília em encontro anual. A proposta do encontro realizado a cada ano é apresentar e promover o intercâmbio de práticas de atuação para a superação de desafios na atenção a migrantes e refugiados e contribuir na implementação de políticas públicas de atenção a esta população.

Com o tema “Acolhida e Proteção de direitos dos Solicitantes de Refúgio, Refugiados, Migrantes e Apátridas”, os participantes do encontro deste ano pretendem debater sobre ações capazes de suprir as demandas de acolhimento e proteção àqueles que necessitam.

Durante os três dias de encontro, de 5 a 7 de dezembro, representantes de várias entidades vão refletir sobre vários temas, buscando respostas aos desafios desses novos tempos, tão marcados pela migração e pelo movimento de refugiados em todas as partes do mundo. No último dia, está prevista a ida à Câmara dos Deputados para o acompanhamento da votação do Projeto de Lei de Migrações (PL 2516/2015).

Para a diretora do Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), Irmã Rosita Milesi, o encontro deste ano pretende aprofundar temas urgentes relativos à questão migratória e ao refúgio, favorecendo também o fortalecimento dos laços entre as entidades participantes. “Temos que trabalhar para a implementação de políticas e o avanço em práticas de atenção, acolhida e integração dos migrantes e refugiados em nosso País. Não pleiteamos privilégios para os refugiados e imigrantes, mas defendemos politicas específicas para essa população”, disse a Irmã Rosita Milesi.

A RedeMir considera que o debate em rede e a troca de experiências sobre migrantes e refugiados se torna mais importante a cada ano, principalmente com o aumento do fluxo migratório para o Brasil. O país tem recebido pessoas que fogem de conflitos armados, da violência, das perseguições, como tem sido o caso dos sírios, paquistaneses, afegãos, nigerianos, iraquianos, e venezuelanos, de forma mais recente.

O evento é realizado pelo Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e Setor Pastoral da Mobilidade Humana da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, com apoio do Comitê Nacional para os Refugiados (CONARE), do Ministério da Justiça, Conselho Nacional de Imigração (CNIg), Organização Internacional para o Trabalho (OIT) e Organização Internacional para as Migrações (OIM). O encontro acontecerá no Centro Cultural de Brasília SGAN – Av. L2 Norte, Quadra 601 – Módulo B – Brasília/DF.

Por Canção Nova, com IMDH