Horário de Funcionamento e Visita
Segunda-feira: das 08h às 17h
Terça e Sexta-feira: das 10:30h às 17h (limpeza da Nave Central das 08h às 10:30h)
Quarta, Quinta Sábado e Domingo: das 08h às 17h
Hours of Operation and Visit
Monday: 8am at 5pm
Tuesday and Friday: 10:30 - 17: 00 (cleaning of the Central Ship from 08:30 - 10:30)
Wednesday, Thursday Saturday and Sunday: from 08h to 17h
Horários de Funcionamento na Pandemia
Segundas: fechada
De terça a sexta: das 08h às 12h15 (inicio da missa) depois fecha.
Sábados: das 08h às 17h (inicio da missa)
Domingos: das 09 às 12h e das 16h às 18h (inicio da missa)

Brasil é o segundo país que mais rechaça o aborto, indica pesquisa

Apenas 13% dos brasileiros apoiam o aborto quando a mulher desejar, conforme indica recente pesquisa divulgada nesta semana, a qual mostra que o Brasil fica atrás somente do Peru quanto ao rechaço da população a esta prática.

A pesquisa Ipsos foi divulgada na última semana à imprensa e afirma que o Brasil “está em penúltimo lugar entre os 24 países participantes do estudo sobre apoio ao direito à interrupção de gravidez”.

O levantamento foi feito entre os dias 20 de janeiro e 3 de fevereiro nos seguintes países: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Hungria, Índia, Itália, Japão, México, Peru, Polônia, Rússia, Servia, Suécia e Turquia.

Os dados mostram como os brasileiros reverteram uma tendência de aumento do apoio ao aborto e este percentual voltou a cair. Em 2014 esse número era de 13%, tendo passado a 16% em 2016 e agora, em 2017, voltou aos 13%.

Entre os países pesquisados por Ipsos, os peruanos são os que mais rejeitam o aborto, pois apenas 12% concordam com tal prática, a qual é apoiada somente por 22% dos mexicanos, que estão atrás do Brasil.

Quando a questão é a aprovação ao aborto, os países europeus lideram o ranking. De acordo com a pesquisa, 77% dos suecos apoiam a prática abortista, seguidos pelos húngaros, com 67%, e franceses, com 65%.

A pesquisa sinalizou ainda que, no Brasil, 17% são totalmente contra o aborto, independente do cenário; e 21% afirmam que o aborto não deve ser realizado, exceto em casos em que a vida da mãe esteja em perigo.

Para o levantamento foram entrevistadas 17.551 pessoas, sendo adultos de 18 a 64 anos nos Estados Unidos e no Canadá e de 16 e 64 anos nos demais países. A margem de erro é de 3,5%.

Por ACI Digital

2017-03-28T10:08:43-03:0028/03/2017|
Abrir chat
Powered by