Horário de Funcionamento e Visita
Segunda-feira: das 08h às 17h
Terça e Sexta-feira: das 10:30h às 17h (limpeza da Nave Central das 08h às 10:30h)
Quarta, Quinta Sábado e Domingo: das 08h às 17h
Hours of Operation and Visit
Monday: 8am at 5pm
Tuesday and Friday: 10:30 - 17: 00 (cleaning of the Central Ship from 08:30 - 10:30)
Wednesday, Thursday Saturday and Sunday: from 08h to 17h

Comissão Missionária planeja ações para o quadriênio 2019-2023

Os bispos que foram escolhidos para a Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial pela primeira vez, reuniram-se na sede da CNBB em Brasília (DF) nos dias 22 e 23 de julho.

Segundo o bispo de Chapecó (SC), Dom Odelir José Magri, presidente da Comissão, os bispos analisaram o panorama geral da situação da comissão, os projetos “Ad Gentes”, ações além fronteira que a Igreja no Brasil mantém com países como a Guiné Bissau, Timor Leste e Haiti. A Comissão também começou a desenhar um esboço do planejamento para o quadriênio (2019-2023).

Os bispos se dividiram para acompanhar áreas específicas do trabalho da Comissão: Formação e Animação Missionária, Projetos de Missão Ad Gentes, Pastoral dos Brasileiros no Exterior (PBE) e compromissos proféticos sociais.

O bispo auxiliar da arquidiocese de Porto Alegre (RS), Dom Adilson Pedro Busin, vê o trabalho na Comissão Nacional como uma continuidade do trabalho de animação missionaria que já realiza no Regional Sul 3 acrescido de um novo desafio de acompanhar mais de perto o trabalho da Pastoral dos Brasileiros no Exterior, ação até então acompanhada por Dom Alessandro Ruffinoni e compromissos proféticos sociais.

Dom Odelir agradeceu ao padre Antônio Niemec que está finalizando a sua missão como assessor da Comissão, trabalho que exerceu nos últimos dois anos.

Participaram da reunião o bispo de Chapecó (SC), Dom Odelir José Magri e presidente da Comissão, o bispo de Cametá (PA), Dom José Altevir, o bispo auxiliar de Porto Alegre (RS) Dom Adilson Pedro Busin. Não pôde comparecer à reunião o bispo de Estância (BA), Dom Giovanni Crippa.

Via CNBB

2019-07-24T08:41:22-03:0024/07/2019|