Horário de Funcionamento e Visita
Segunda-feira: das 08h às 17h
Terça e Sexta-feira: das 10:30h às 17h (limpeza da Nave Central das 08h às 10:30h)
Quarta, Quinta Sábado e Domingo: das 08h às 17h
Hours of Operation and Visit
Monday: 8am at 5pm
Tuesday and Friday: 10:30 - 17: 00 (cleaning of the Central Ship from 08:30 - 10:30)
Wednesday, Thursday Saturday and Sunday: from 08h to 17h
Horários de Funcionamento na Pandemia
Segundas: fechada
De terça a sexta: das 08h às 12h15 (inicio da missa) depois fecha.
Sábados: das 08h às 17h (inicio da missa)
Domingos: das 09 às 12h e das 16h às 18h (inicio da missa)

Encontro no Rio de Janeiro abordará o enigma do sofrimento

Rio-Encontros-08012019-1

O Centro Cultural Fato e Presença, formado por membros do Movimento Católico Comunhão e Libertação, promove nos dias 25 e 26 de janeiro mais uma edição do Rio Encontros, evento que neste ano abordará a questão do sofrimento.

“Ao longo da história da humanidade, a dor faz parte da vida em sociedade. Momentos de tristeza, situações de conflito, tragédias e acidentes fazem com que homens e mulheres tenham que enfrentar um sofrimento muitas vezes inexplicável”, indicam os organizadores, ressaltando que, “diante da dor, é possível que muitos se questionem procurando o motivo para tanto sofrimento. Ou então, para saber o porquê dessa situação desconfortável e até mesmo desesperadora e se tudo isso não poderia ser evitado”.

Nesse sentido, a próxima edição do Rio Encontros vai abordar o tema “Há alguém que escute o meu grito? O enigma do sofrimento”, reunindo especialistas e apresentando exposições e depoimentos.

A programação contará com a presença de Francisco Burroni, estudante universitário da Argentina, Laura Cardia, médica neurologista e especialista em cuidados paliativos e a psicóloga Mayla Cosmo, pesquisadora sobre as temáticas da morte, o morrer e o luto no contexto da saúde hospitalar.

Haverá ainda uma mesa redonda sobre “Uma companhia para quem sofre”, que reunirá o fundador da Casa do Menor São Miguel Arcanjo, Padre Renato Chiera, e Geraldine Grace da Fonseca da Justa, delegada e diretora do departamento de enfrentamento da Violência contra a Mulher da Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e cofundadora do Instituto Umanizzare.

Além disso, a pesquisadora Diane Kuperman, ativista do diálogo inter-religioso, e o filósofo Constantino Esposito falarão sobre o sofrimento a partir do livro de Jó, na mesa redonda “Há alguém que escute o meu grito? O enigma do sofrimento”.

O evento também terá uma programação cultural, que contará com um concerto do pianista Marcelo Cesena, eleito em 2009 e 2013 o melhor músico brasileiro radicado nos Estados Unidos pelo “Brazilian International Press Award”. Compôs trilhas sonoras de diversos filmes independentes e acumula mais de 350 concertos nos últimos quatro anos. Em 2013, tocou na visita do papa Francisco ao Rio de Janeiro, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude.

O Rio Encontros 2020 acontecerá no Teatro Artur Azevedo, em Campo Grande, Rio de Janeiro (RJ), e a entrada é gratuita. Mais informações no site: http://www.rioencontros.org.br.

Via ACI Digital

2020-01-22T09:42:46-03:0022/01/2020|
Abrir chat
Powered by