Horário de Funcionamento e Visita
Segunda-feira: das 08h às 17h
Terça e Sexta-feira: das 10:30h às 17h (limpeza da Nave Central das 08h às 10:30h)
Quarta, Quinta Sábado e Domingo: das 08h às 17h
Hours of Operation and Visit
Monday: 8am at 5pm
Tuesday and Friday: 10:30 - 17: 00 (cleaning of the Central Ship from 08:30 - 10:30)
Wednesday, Thursday Saturday and Sunday: from 08h to 17h
Horários de Funcionamento na Pandemia
Segundas: fechada
De terça a sexta: das 08h às 12h15 (inicio da missa) depois fecha.
Sábados: das 08h às 17h (inicio da missa)
Domingos: das 09 às 12h e das 16h às 18h (inicio da missa)

Iluminação no Cristo Redentor alerta para doenças cardiovasculares

O monumento ao Cristo Redentor será iluminado em vermelho nessa sexta-feira, 30 de setembro, das 18h30 às 19h30, pela “Campanha Setembro Vermelho – Siga seu Coração”.

A ação, em parceria com o Instituto Lado a Lado pela Vida, faz parte das celebrações pelo Dia Mundial do Coração, celebrado no dia 29 de setembro, e tem como objetivo alertar a população para as doenças cardiovasculares.

Para o reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar Raposo, é importante a conscientização sobre o assunto. “É necessário nos empenharmos para que cada vez mais gente conheça a importância do acompanhamento médico. Isso pode salvar vidas”, afirmou.

Mortes por doenças do coração

As doenças cardiovasculares matam 17,5 milhões de pessoas ao ano no mundo todo – esse número representa 31% de todas as mortes no mundo. De cada três mortes, uma é causada por doença cardiovascular. Elas são a principal causa de morte em pessoas de 40 aos 65 anos e responsáveis por 20% de todos os óbitos em adultos acima dos 30 anos.

Segundo o Instituto Lado a Lado pela Vida, o Brasil está entre os 10 países com mais mortes por doenças cardiovasculares. Elas também são a primeira causa de mortes no país, e o número de óbitos chega a 350 mil em um ano. A principal doença é o derrame, seguido pelo infarto e pressão alta.

“Queremos mostrar para a população, que a prevenção é um estilo de vida que se deve adotar desde criança e que muitas das doenças do coração são genéticas, mas outras são adquiridas. Por isso, comer bem, praticar exercícios, diminuir o estresse e consultar o médico periodicamente, entre outros hábitos simples, podem salvar o nosso coração”, explicou a presidente do instituto, Marlene Oliveira.

Por Canção Nova, com Arquidiocese do Rio

2016-09-30T13:01:42-03:0030/09/2016|
Abrir chat
Powered by