Horário de Funcionamento e Visita
Segunda-feira: das 08h às 17h
Terça e Sexta-feira: das 10:30h às 17h (limpeza da Nave Central das 08h às 10:30h)
Quarta, Quinta Sábado e Domingo: das 08h às 17h
Hours of Operation and Visit
Monday: 8am at 5pm
Tuesday and Friday: 10:30 - 17: 00 (cleaning of the Central Ship from 08:30 - 10:30)
Wednesday, Thursday Saturday and Sunday: from 08h to 17h

D. Sérgio – 23ª Semana do Tempo Comum – 08.09.2019

+ Dom Sergio da Rocha

Cardeal Arcebispo de Brasília

CONDIÇÕES PARA SER DISCÍPULO

            O Evangelho (Lc 14,25-33) nos apresenta as condições para ser discípulo propostas por Jesus aos que o seguiam no caminho para Jerusalém. A expressão “não pode ser meu discípulo” aparece três vezes no relato de São Lucas. Não pode ser discípulo de Jesus, isto é, não pode seguir os seus passos, quem não for capaz de aceitar as renúncias e de carregar a cruz. É importante recordar-se que Jesus está caminhando para a paixão e a morte na cruz, em Jerusalém. O discípulo deve estar pronto para subir o calvário com Cristo e permanecer com ele na hora da cruz.

Quanto às renúncias, não basta deixar os pecados. É preciso renunciar também a coisas boas para seguir a Jesus. O Evangelho menciona o desapego à família, à própria vida e a renúncia aos bens materiais. O discípulo dever estar disposto a tais renúncias, ainda que elas não venham a ocorrer sempre de modo total. Isso que pode parecer demais para o mundo de hoje, ocorre frequentemente na vida cristã. Por exemplo, quem quiser participar da missa, servir a comunidade, atuar em alguma pastoral ou visitar um doente, deverá estar disposto a fazer alguma renúncia. Quem quiser viver para si ou unicamente para o trabalho ou a família, não terá tempo para estar na comunidade e servir os outros irmãos.

É preciso pensar no modo como seguimos a Cristo, conforme nos sugerem as imagens do construtor imprudente e do rei diante da batalha, utilizadas por Jesus no trecho meditado. Naquele tempo, assim como ocorre hoje, muita gente não tinha consciência da seriedade de ser discípulo, vivendo mais ou menos o Evangelho, sem dar a devida prioridade ao seguimento de Cristo.

Entretanto, qual é o homem que pode conhecer a vontade de Deus? (Sb 9,13). A esta pergunta, o próprio livro da Sabedoria nos responde, mostrando-nos que isso é possível somente pela sabedoria que Deus nos concede e pelo Santo Espírito que ele nos envia (Sab 9,17).   Com a sabedoria divina, podemos discernir retamente o valor dos bens deste mundo e perseverar no discipulado. Com ela, podemos tratar as pessoas com verdadeiro amor, tratando o próximo como “irmão querido” e não como “escravo”, conforme a expressão empregada por S. Paulo na Carta a Filemon, pedindo-lhe para  receber Onésimo “como pessoa humana e irmão no Senhor”.

Sejamos reconhecidos, hoje, como discípulos pela vivência do amor ao próximo, assumindo as renúncias que se fizerem necessárias para tratar a todos como “irmãos queridos”, em Cristo. Aproveite este mês especialmente dedicado à Bíblia, para ler e meditar mais a Palavra de Deus e com maior atenção. Faça a leitura orante da Bíblia! Procure por em prática a Palavra de Deus!

2019-08-27T11:53:27-03:0002/09/2019|