catedral-logo

IV Domingo do Advento

O “Sim” de Maria

+ Sergio da Rocha
Cardeal Arcebispo de Brasília

 

O Evangelho deste último domingo do Advento ressalta a figura de Maria de Nazaré, “a serva do Senhor”, “cheia de graça”, por meio da qual recebemos Jesus, o “Filho do Altíssimo”, o Messias anunciado pelos profetas. Em Jesus Cristo, cumpre-se, de modo definitivo, a profecia de Natã ao rei Davi a respeito da “casa” e do “reino” que irão durar para sempre (2Sm 7,16). O Evangelho nos recorda que José era descendente de Davi e anuncia que o menino que vai nascer receberá “o trono de seu pai Davi” e que “o seu reino não terá fim” (Lc 1,32-33). Na Carta aos Romanos, São Paulo glorifica a Deus pelo “mistério manifestado”, em Jesus Cristo, “levado ao conhecimento de todas as nações” (Rm 16,26). No nascimento do Salvador, as profecias se realizam e manifestam-se o amor e a salvação de Deus para todos os povos.

No cumprimento das profecias messiânicas ocupa lugar especial o “sim” de Maria. O seu “sim” nos leva a louvar a Deus e a seguir o seu exemplo. Assim como Maria, nós também somos chamados a dizer “sim” a Deus, acolhendo a sua Palavra e cumprindo a sua vontade nas situações em que vivemos. Nas alegrias ou dores, possamos repetir as palavras de Nossa Senhora: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!”(Lc 1,38).

Contudo, o Evangelho nos mostra que o cumprimento da palavra de Deus, em Maria, aconteceu pelo “poder do Altíssimo”, “pelo Espírito Santo”. Nós necessitamos muito da graça de Deus para discernir e cumprir a sua vontade. Por meio do “sim” de Maria, nasce o Salvador. Por meio do nosso “sim”, acolhemos Jesus como nosso Salvador e nos dispomos a ajudar as pessoas a fazerem o mesmo, pelo testemunho de fé e de amor cristão.

Estamos para celebrar o Natal de Jesus, a partir da noite deste domingo. O convite à conversão, simbolizado pela cor litúrgica roxa do Advento, cederá lugar ao branco festivo natalino. Contudo, as festas ou presentes não devem ofuscar ou substituir o sentido genuíno do Natal do Senhor, no qual o presente maior a ser recebido é o próprio Jesus. Não há verdadeiro Natal sem Jesus! Para que o Natal seja feliz, participe e convide a sua família e amigos para participarem da missa de Natal. Ao mesmo tempo, procure promover a reconciliação, o perdão e a paz entre as pessoas, a começar da sua família. Infelizmente, vivemos num tempo de muita agressividade e violência, que não condizem com a vida cristã. Faça a sua parte para construir uma família mais unida e um mundo mais fraterno. Não se deixe dominar pelo ódio, pela vingança ou ressentimento. Diga “sim” à Palavra que nos ensina a amar o próximo como Jesus amou!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
ATUALIDADES
AGENDA

2022 janeiro

Semana 5

seg 27
ter 28
qua 29
qui 30
sex 31
sáb 1
dom 2
seg 3
ter 4
qua 5
qui 6
sex 7
sáb 8
dom 9
seg 10
ter 11
qua 12
qui 13
sex 14
sáb 15
dom 16
seg 17
ter 18
qua 19
qui 20
sex 21
sáb 22
dom 23
seg 24
ter 25
qua 26
qui 27
sex 28
sáb 29
dom 30
seg 31
ter 1
qua 2
qui 3
sex 4
sáb 5
dom 6
SITES INDICADOS
Open chat