Artigos › 18/12/2018

Natal, a resposta de Deus às nossas dúvidas

Celebrar o Natal do Senhor é a maior oportunidade que temos de também celebrarmos o nosso Natal. Deparamo-nos, nessa época encantadora, com a maravilha da encarnação, e a alegria nos invade a alma, retirando todos os vestígios de solidão e tristeza, pois, a partir do nascimento de Cristo, não somos mais solitários, mas solidários, uma vez que Deus veio ao nosso encontro.

A partir do Natal, portanto, ninguém tem mais o direito de afirmar sua solidão. Para o universo de nossas interrogações, agora temos uma resposta: o Menino Jesus nasceu e está no meio de nós. Ele veio nos ensinar que somente quando nos doamos e fazemos os outros felizes é que conquistaremos nossa própria felicidade e celebraremos verdadeiramente o Natal de Cristo, pois ninguém pode ser feliz sozinho!

O salmista, no Salmo 8, chegou a dizer: “Ao contemplar o universo, quem é o homem, Senhor, para você lembrar dele?” E a resposta do Criador vem de maneira tão concreta e singular na chegada do Menino Jesus.

Apesar de sermos no universo cósmico, um pontinho de luz, como somos importantes diante de Deus!

Um sentimento duplo permanece conosco: por um lado, reconhecemos a nossa grandeza, pois Deus soprou seu “hálito” dentro de nós e ainda fez sua tenda em nosso meio. Por outro, reconhecemos a nossa pequenez diante da grandeza de Deus e da grandiosidade de Sua obra, que é o universo. Neste tempo belo e propício à oração, elevemos a Deus nossa prece com a Igreja:

“Ó Deus, que admiravelmente criastes o ser humano e mais admiravelmente restabelecestes a sua dignidade, dai-nos participar da divindade do Vosso Filho, que se dignou assumir a nossa humanidade.” (Oração do Dia de Natal).

Que haja paz na terra e em seu coração!

Um Feliz Natal!

Por Dijanira Silva, via Canção Nova