Horário de Funcionamento e Visita
Segunda-feira: das 08h às 17h
Terça e Sexta-feira: das 10:30h às 17h (limpeza da Nave Central das 08h às 10:30h)
Quarta, Quinta Sábado e Domingo: das 08h às 17h
Hours of Operation and Visit
Monday: 8am at 5pm
Tuesday and Friday: 10:30 - 17: 00 (cleaning of the Central Ship from 08:30 - 10:30)
Wednesday, Thursday Saturday and Sunday: from 08h to 17h
Horários de Funcionamento na Pandemia
Segundas: fechada
De terça a sexta: das 08h às 12h15 (inicio da missa) depois fecha.
Sábados: das 08h às 17h (inicio da missa)
Domingos: das 09 às 12h e das 16h às 18h (inicio da missa)

Papa envia mensagem aos participantes do 14º Intereclesial da CEBs

O Papa Francisco enviou na terça-feira, 23, uma mensagem ao 14º Encontro Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), por meio do Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Pietro Parolin. O evento que acontece em Londrina até este sábado, 27, reúne aproximadamente sete mil pessoas em atividades, palestras, miniplenárias, trabalhos de grupo e reflexões sobre o tema “CEBs e os desafios do Mundo Urbano”.

Com palavras de estímulo e benção, o Pontífice transmitiu aos participantes seu desejo de contribuir para que a CEBs traga ao mundo um novo ardor evangelizador e uma capacidade de diálogo que renove a Igreja. Sobre o lema — “Eu ouvi os clamores do meu povo e desci para libertá-los” (Ex 3,7)” —, Francisco afirmou que Deus nunca é indiferente ao sofrimento do seu povo, pois enviou Moisés, e mais tarde seu Filho Unigênito, Jesus Cristo, para libertar o ser humano da escravidão do pecado e da morte.

“Essa ação redentora, que celebramos com fé na liturgia, deve depois se manifestar numa vida pessoal onde brilhe a luz do Evangelho, isto é, numa existência inspirada no amor e na solidariedade, que é a linguagem do amor”, suscitou o Santo Padre por meio da mensagem. O Papa prosseguiu invocando a Deus dons e luzes a todas os participantes do 14º Intereclesial, para que possam ser, na sociedade, um instrumento de evangelização e de promoção da pessoa humana, sempre em comunhão com a realidade paroquial e com as diretrizes da Igreja.

Sobre a “cultura de descarte” — que leva pessoas a viverem numa exclusão que fere a pertença à sociedade — o Pontífice pediu aos fiéis que ouçam o clamor dos pobres e famintos de justiça e de pão, e que possam ir ao encontro deles. Por fim, o Cardeal Parolim transmitiu a Benção Apostólica do Papa Francisco a todos os participantes, e às suas famílias, comunidade de base, paróquias e dioceses.

Por Canção Nova, com Comunicação do 14º Intereclesial

2018-01-25T07:44:56-03:0025/01/2018|
Abrir chat
Powered by