Horário de Funcionamento e Visita
Segunda-feira: das 08h às 17h
Terça e Sexta-feira: das 10:30h às 17h (limpeza da Nave Central das 08h às 10:30h)
Quarta, Quinta Sábado e Domingo: das 08h às 17h
Hours of Operation and Visit
Monday: 8am at 5pm
Tuesday and Friday: 10:30 - 17: 00 (cleaning of the Central Ship from 08:30 - 10:30)
Wednesday, Thursday Saturday and Sunday: from 08h to 17h
Horários de Funcionamento na Pandemia
Segundas: fechada
De terça a sexta: das 08h às 12h15 (inicio da missa) depois fecha.
Sábados: das 08h às 17h (inicio da missa)
Domingos: das 09 às 12h e das 16h às 18h (inicio da missa)

Pastorais da Sobriedade e do Povo de Rua apresentam desafios à 55ª AG

Na manhã do dia 2 de maio, representantes da Pastoral da Sobriedade e do Povo de Rua estiveram na 55ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil para falar do trabalho desenvolvido, dos desafios e metas de ação. A Irmã Solange Damião [foto], da coordenação Nacional da Pastoral do Povo de Rua, lembrou que quem vive na rua é o povo que sente na pele, de forma mais intensa, os impactos da crise pela qual o Brasil atravessa.

“Nas ruas falta tudo. A fome e o frio enlouquecem as pessoas. As pessoas estão expostas à violência, exclusão e à invisibilidade”, disse. A religiosa denunciou a quase ausência de respostas concretas das políticas públicas. A situação dos albergues, por exemplo, é precarizada.

A Pastoral do Povo de Rua é uma pastoral urbana que busca minimizar os impactos na vida das pessoas das desigualdades, lembrando que elas também são filhas de Deus. A religiosa conclamou os bispos das áreas urbanas a apoiar, por meio de articulação de recursos financeiros e humanos, o trabalho que a Pastoral do Povo de Rua desenvolve.

Sobriedade

Presente em 167 dioceses e atingindo mais de 6 milhões de pessoas, a Pastoral da Sobriedade apresentou aos bispos seus próximos desafios. A meta, segundo uma de suas coordenadoras nacionais Ana Martins Godoy Pimenta, é chegar a 75% das dioceses, organizar 3.500 grupos e mais de 500 comunidades terapêuticas para atendimento e recuperação de pessoas com algum tipo de dependência do uso de drogas.

A Pastoral da Sobriedade atua na prevenção, intervenção, recuperação e articulação nos Conselhos de Políticas Públicas para lutar por melhorias e direitos. Presente em 25 estados e no Distrito Federal, a Pastoral recebeu a medalha do Mérito da Secretaria Nacional Anti-Drogas por ser a organização que mais atende/atinge dependentes químicos no Brasil.

Por CNBB

2017-05-03T10:24:15-03:0003/05/2017|
Abrir chat
Powered by