Horário de Funcionamento e Visita
Segunda-feira: das 08h às 17h
Terça e Sexta-feira: das 10:30h às 17h (limpeza da Nave Central das 08h às 10:30h)
Quarta, Quinta Sábado e Domingo: das 08h às 17h
Hours of Operation and Visit
Monday: 8am at 5pm
Tuesday and Friday: 10:30 - 17: 00 (cleaning of the Central Ship from 08:30 - 10:30)
Wednesday, Thursday Saturday and Sunday: from 08h to 17h
Horários de Funcionamento na Pandemia
Segundas: fechada
De terça a sexta: das 08h às 12h15 (inicio da missa) depois fecha.
Sábados: das 08h às 17h (inicio da missa)
Domingos: das 09 às 12h e das 16h às 18h (inicio da missa)

Por que devemos agradecer a Deus pelas maravilhas da natureza?

man-1130495-640

Embora seja relativamente fácil agradecer a Deus pelo belo pôr do sol e as paisagens deslumbrantes, tendemos a ter muito mais dificuldade em agradecer a Ele pelas partes mais desagradáveis da natureza.

Infelizmente, essa visão da criação pode facilmente levar a um desejo de dominação, onde tentamos alterá-la para atender a nossos desejos pessoais.

O Papa Bento XVI comentou essa visão doentia da criação em sua mensagem sobre o Dia Mundial da Paz em 2010.

O ser humano deixou-se dominar pelo egoísmo, perdendo o sentido do mandato de Deus, e, no relacionamento com a criação, comportou-se como explorador pretendendo exercer um domínio absoluto sobre ela.

Mas o verdadeiro significado do mandamento primordial de Deus, bem evidenciado no livro do Gênesis, não consistia numa simples concessão de autoridade, mas antes num apelo à responsabilidade.

Aliás, a sabedoria dos antigos reconhecia que a natureza está à nossa disposição, mas não como «um monte de lixo espalhado ao acaso», enquanto a Revelação bíblica nos fez compreender que a natureza é dom do Criador, o Qual lhe traçou os ordenamentos intrínsecos a fim de que o homem pudesse deduzir deles as devidas orientações para a «cultivar e guardar» (cf. Gn 2, 15).

Tudo o que existe pertence a Deus, que o confiou aos homens, mas não à sua arbitrária disposição. E quando o homem, em vez de desempenhar a sua função de colaborador de Deus, se coloca no lugar de Deus, acaba por provocar a rebelião da natureza, «mais tiranizada que governada por ele». O homem tem, portanto, o dever de exercer um governo responsável da criação, preservando-a e cultivando-a.

Isso requer uma mudança profunda em nossos corações, não apenas para ver o lado bom da natureza, mas para ver cada parte como uma bela sinfonia que Deus projetou para nosso benefício.

Acima de tudo, exige que vejamos a natureza como um presente do Criador, algo que nos é dado para cultivar e não subjugar às nossas próprias vontades.

Uma maneira de ajudar a promover essa apreciação da natureza é recitar diariamente o cântico apresentado no livro de Daniel, que faz parte da Liturgia das Horas da Igreja. Ele lembra cada parte da criação de Deus e louva a Deus ela.

Se você se vê frequentemente vendo a natureza como algo a ser usado, tente rezar este cântico e deixe Deus mudar seu coração.

Obras do Senhor, bendizei todas o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Céus, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Anjos do Senhor, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Águas e tudo o que está sobre os céus, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Todos os poderes do Senhor, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Sol e lua, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Estrelas dos céus, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Ó vós, todos os ventos, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Fogo e calor, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Frio e geada, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Orvalhos e gelos, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Frios e aragens, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Gelos e neves, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Noites e dias, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Luz e trevas, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Raios e nuvens, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Que a terra bendiga o Senhor, e o louve e o exalte eternamente! Montes e colinas, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Tudo o que germina na terra, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Mares e rios, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Fontes, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Monstros e animais que vivem nas águas, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Pássaros todos do céu, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Animais e rebanhos, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! E vós, homens, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Que Israel bendiga o Senhor, e o louve e o exalte eternamente! Sacerdotes, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Vós que estais a serviço do templo, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Espíritos e almas dos justos, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente! Santos e humildes de coração, bendizei o Senhor, louvai-o e exaltai-o eternamente!

Via Aleteia

2020-06-02T09:11:06-03:0002/06/2020|
Abrir chat
Powered by